“Coletes amarelos” entram em confronto em Paris e 287 são detidos

‘Coletes amarelos’ (similar aos black blocs) entram em confronto com a polícia, destroem carros e 287 acabam detidos.

Os manifestantes conhecidos como “coletes amarelos” que protestam contra o aumento do preço dos combustíveis entraram em confronto com a polícia na avenida mais famosa de Paris (Champs-Elysées), na manhã desse sabado dia 1º de dezembro.

Protestos em todo o país reuniram 36 mil pessoas neste sábado, segundo estimativa do primeiro-ministro, Edouard Philippe. Cerca de 5500 manifestantes com “coletes amarelos” fluorescentes (gilets jaunes, em francês) foram à Champs-Elysées.

Novos protestos contra o governo da França deixam 110 feridos

As lojas da tradicional Galeria Lafayette e da Printemps foram evacuadas em Paris por causa da violência relacionada ao movimento e os incêndios ameaçam vários prédios no centro da cidade, segundo a agência Reuters. Um fuzil foi roubado de uma viatura da polícia francesa, segundo as autoridades. O caos se estende por vários bairros da capital francesa, a três semanas do Natal.

Após o término da Cúpula do G20, em Buenos Aires, o presidente francês Emmanuel Macron falou sobre os protestos dizendo que não há justificativa para o vandalismo e violência que não tem nada a ver com uma expressão pacífica do descontentamento.

“Nada justifica que forças de segurança sejam atacadas, lojas saqueada, prédios públicos e privados incendiados, pedestres e jornalistas ameaçados ou o Arco do Triunfo sujo”, disse à imprensa.

Manifestantes entram em confronto com a polícia em Paris

Mais cedo, um grupo de manifestantes encapuzados e mascarados tentou forçar o bloqueio montado pelas forças de segurança para fazer controles e identificações. Latas de lixo foram derrubadas e queimadas.

A tropa de choque respondeu com bombas de gás lacrimogêneo e canhões de água. O Arco do Triunfo foi tomado por uma nuvem de fumaça. Segundo o “Le Monde”, 110 pessoas ficaram feridas (11 das forças de segurança).

Bombeiros tentam apagar fogo em carro após manifestação dos coletes amarelos em Paris — Foto: REUTERS/Stephane Mahe

 

Fonte: Globo.com